Compostagem: o que é e como fazer em casa? - TERRA DOCE LAR

por terra doce lar junho 30, 2021 7 minutos de leitura

Uma vez, vi uma placa que dizia: "não ensaque lixo orgânico!"

Uma frase muito simples, mas que me deu um insight tão grande que, a partir daquele momento, comecei a pensar: "cara, qual o sentido de colocar a matéria orgânica dentro de um saco?"

Tudo certo, muita gente ainda precisa aprender o básico, que é separar o lixo orgânico do lixo seco, mas o que podemos dizer é que é uma satisfação muito grande quando sabemos que a matéria orgânica que produzimos está se transformando em riqueza ao invés de ser transformada em lixo. 

O que acontece é que, ao ser misturada ao lixo seco, a matéria orgânica oxida e libera ácidos que impossibilitam a reciclagem do lixo seco, ocasionando um grande desperdício de matéria orgânica que poderia estar voltando para a terra. Resumindo, estamos basicamente jogando dinheiro no lixo.

De acordo com Ana Maria Arsky, arquiteta e urbanista especialista em reabilitação urbana na área de resíduos sólidos, o Brasil possui ainda um índice de reciclagem próximo de 3% de todo o lixo gerado durante o ano.
Para se ter uma ideia, só em 2018, nós brasileiros geramos 78,5 milhões de toneladas de resíduos, o que significa que praticamente jogamos fora 20 milhões de reais em matéria-prima que poderia voltar para a cadeia produtiva e aquecer a economia.

compostagem dinheiro no lixo

 

A post shared by •  @terradocelarbr 💚💛🌍

Se você acredita que isso não tem um impacto direto em sua vida, considere o quanto você gasta por mês em frutas, legumes e vegetais que, na realidade, poderiam te custar zero, sendo nutridos pelo seu próprio "lixo".

Mas, então, tem solução?
A resposta é sim: a compostagem.

O que é compostagem?

A compostagem se trata da valorização da matéria orgânica, considerada uma modalidade de reciclagem do lixo orgânico.
É um processo natural em que micro-organismos como bactérias são responsáveis pela degradação do material orgânico, transformando-o em húmus, um material fértil e cheio de nutrientes.

O processo de compostagem contribui de maneira significativa para a desaceleração do aquecimento global. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, em 2015 mais 30 milhões de toneladas de lixos orgânicos foram geradas no Brasil, o que corresponde a um resultado diário de 88 milhões de toneladas. E o fato de esse lixo não passar pelo processo de compostagem gera um problema enorme, porque, independente de onde ele for depositado, sua degradação libera gás metano na atmosfera,
um dos maiores contribuintes do efeito estufa.


Sendo assim, a composteira doméstica é uma opção proveitosa e solução fácil para o problema do lixo orgânico gerado dentro dos mais diversos ambientes, cooperando positivamente para o meio ambiente.

Como fazer compostagem caseira?

Se você possui acesso a um espaço próximo à terra e a árvores, uma das maneiras mais práticas de fazer a compostagem é abrir um buraco na terra, em algum local em que seja prático, e, a cada vez que você jogar o lixo orgânico, cobrir tudo com folhas e galhos secos. Dessa forma, em 2 ou 3 dias esse lixo já haverá se decomposto naturalmente (a depender da quantidade pode levar mais tempo), e, em cerca de 30 dias, já pode ser retirado para ser misturado à terra de hortas e canteiros.

Rapidamente, você verá várias novas mudas alimentícias nascerem naturalmente no ambiente da compostagem.

O ideal é evitar que a matéria não entre em estado de putefração. Porém, caso isso aconteça e você note algum mau odor, a melhor opção é colocar cinzas da queima de madeira para resolver o problema, que são excelentes também para a horta.

Compostagem com minhocas

Uma maneira de acelerar a compostagem é a compostagem com minhocas. As minhocas Californianas, da espécie Eisenia foetida são as mais indicadas para esse processo, mas, muitas vezes, as próprias minhocas que emergem no local (no caso de a compostagem ser feita direto na terra) já são boas para uma perfeita compostagem.

A compostagem com minhocas, também conhecida como vermicompostagem, pode ser feita em casas e apartamentos a partir do processo da composteira doméstica, que ocupa um pequeno espaço, não tem cheiro e não junta moscas.

Foto de uma composteira básica comumente usada em casas e apartamentos.

Ao mesmo tempo que ocorre a formação de húmus, acontece também a produção do chorume, uma espécie de caldo de resíduos orgânicos. As minhocas possuem um papel bastante importante para este processo, e, ao ser formado, o liquido escorre das duas primeiras gavetas e fica armazenado na última. O chorume é rico em nutriente, também serve como um poderoso adubo e pesticida que atua fortalecendo as plantas e hortas. Para usá-lo com esse propósito, basta diluí-lo em água, em uma proporção de uma parte de chorume para dez de água, caso queira utilizá-lo como fertilizante de solo; e na proporção de meio a meio se quiser utilizá-lo como pesticida natural para borrifar nas folhas. Mas lembre-se de evitar borrifar o chorume durante o sol forte, pois pode queimar as folhas.

Como Fazer

Para produzir sua composteira com minhocas são necessárias 3 caixas plásticas escuras (das três, uma com tampa) e aproximadamente 100 minhocas, além de pequenos galhos e folhas secas.

Para montar a composteira, comece empilhando as caixas em três níveis. Em duas delas deve haver furos pequenos (onde?) para existir uma ligação entre as caixas. Exatamente nestas caixas é que será feita compostagem. A última caixa tem a finalidade de armazenar o resíduo líquido orgânico, que, se diluído, pode ser usado para regar hortas e plantas.

Para iniciar o processo de compostagem, forre o fundo das duas caixas de cima com serragem, galhos pequenos e folhas secas. Esta é a primeira camada, e sua finalidade é drenar a composteira.
Em seguida coloque terra com as minhocas e por cima o material orgânico. É de extrema importância cobrir os resíduos com outra camada de folhas secas,
pois aí é vai ocorrer o processo de oxigenação que impede o surgimento de odores.
Quando a caixa do topo estiver cheia, coloque-a embaixo e a vazia em cima, repetindo o processo nesse novo compartimento. A quantidade de minhocas se mantem inalterável.

Neste vídeo da EPAGRI, você pode ver com mais detalhes de como funciona!

 

Compostagem sem minhocas


Algumas pessoas preferem fazer o processo de compostagem sem minhocas, e o que difere é que, na composteira sem minhocas, você pode adicionar casca de cebola e alho caso seja feita em baldes como no vídeo acima.
O processo composteira sem minhocas corre sério risco de desenvolver um cheiro desagradável se faltar material seco e, caso haja ausência de oxigenção, ela também pode gerar mofos. Além disso, essa modalidade também é mais lenta, pois a presença das minhocas acelera o processo.

Uma alternativa para fazer esse tipo de compostagem é triturar o lixo orgânico no liquidificador com água e lançar o liquido resultante diretamente na terra. Essa alternativa pode levar mais tempo, mas é também uma possibilidade que funciona e que rapidamente gera muitos frutos.

Uma informação importante para ser levada em consideração ao montar sua composteira em vasos plásticos: preste bastante atenção no que vai colocar na composteira, porque alguns materiais atrapalham na formação do adubo.

O uso de alimentos listados abaixo na composteira feita em um balde pode alterar o pH e acidificar os compostos resultantes, o que é ruim para as plantas e para minhocas da compostagem.

Devem ser evitados:

Gorduras em geral;

Limão;

Pimenta, alho, cebola e temperos fortes no geral;

Trigo;

Líquidos (caldo de feijão, laticínios em geral);

Carnes;

Frutos do Mar;

Arroz;

Papéis em geral;

Fezes de animais;

Espinhos de peixe;

Ossos de Carne;

Use com moderação:

Frutas cítricas, ervas medicinais, alimentos cozidos;

Podem ser usados à vontade:

Frutas;

Cascas de ovos;

Legumes;

Sachê de chá sem etiqueta;

Verduras;

Sementes e grãos;

Pó de café.

compostagem orgânica

 

Importante

A umidade é um dos aspectos que merece muita atenção, pois o composto muito úmido pode proporcionar a formação e retenção de gases, o que dificulta a mobilidade das minhocas.

Proporcionar o equilíbrio entre matéria orgânica molhada (suas sobras de comida) e matéria orgânica seca (serragem de madeira natural, folhas, etc.) é fundamental para que a composteira tenha sucesso e suas minhocas atuem de maneira correta. Depositados os resíduos, é importante cobri-los com o material seco para garantir a oxigenação e prevenir o mau cheiro.

Como se trata de um processo passo a passo, recomenda-se que os resíduos sejam depositados frequentemente e em fileiras, de preferência picados e em camadas. Preserve sempre no lado oposto (oposto a que?) uma camada de composto pronto e deixe uma parte livre de resíduos que servirá para "cama". A "cama" é como um local de segurança para as minhocas, para que elas se sintam confortáveis, devendo existir em todas as caixas. As minhocas transitaram entre as caixas através dos furos.

Algumas minhocas podem ir para a caixa que fica depositado o material liquido, então preste atenção para que elas não morram afogadas. Para que isso não aconteça, coloque um tijolo em um dos cantos da caixa, que servirá como escada para voltar à caixa superior.

Conforme os alimentos são decompostos, as minhocas vão migrar de caixa em caixa em busca de mais comida. Quando este ciclo se finalizar, o material estará pronto para ser utilizado em hortas, vasos e jardins.
Uma caixa digestora cheia leva de 30 até 60 dias para que todo o alimento seja decomposto.
Após esse período, utilize o húmus nas plantas e use a caixa para uma próxima rodada de compostagem. Ah, e não se esqueça de sempre deixar uma "cama" para as minhocas na caixa vazia.

Agora que você já sabe tudo sobre compostagem, conta pra gente: como é onde você mora? Quais dificuldades você encontra para fazer a compostagem do seu lixo orgânico?

Junte-se a nós no #DesafioTerraDoceLar: como vamos acabar com a fome mundial, e colabore para o plantio de 8 bilhões de mudas alimentícias.

 

Autora: Milena Abreu

Revisão: Marina Andrômeda e Nicole Camargo


Deixe um comentário


Ver artigo completo

Um crime invisível em Sobradinho DF
Um crime invisível em Sobradinho DF

por terra doce lar fevereiro 24, 2022 2 minutos de leitura 1 Comentário

Ver artigo completo
Quilombo Urbano Casa Akotirene, se inspire com essa história
Quilombo Urbano Casa Akotirene, se inspire com essa história

por Equipe Terra Doce Lar fevereiro 03, 2022 4 minutos de leitura

Ver artigo completo
O Significado Espiritual das Joaninhas
O Significado Espiritual das Joaninhas

por terra doce lar setembro 03, 2021 4 minutos de leitura 9 Comentários

Ver artigo completo

Acredite conosco

✔️ Produto adicionado com sucesso.